Tuesday, July 23, 2013

Sul do Brasil será região do planeta fora do polos com temperatura mais baixa na semana que vem


You can download the Windows drivers. After you download the driver, unzip the driver package and install it on your computer,it is safe to use. Sul do Brasil será região do planeta fora do polos com temperatura mais baixa na semana que vem

Sul do Brasil será região do planeta fora do polos com temperatura mais baixa na semana que vem
O Sul do país não será o lugar mais frio do mundo, mas estará na região do planeta fora do polos com temperatura mais abaixo do normal na semana que vem.
É o que mostra o mapa a partir de dados do modelo meteorológico operacional dos Estados Unidos. O Centro da América do Sul será a área com maior temperatura negativa
em todo o planeta Terra, excluindo-se os polos.
No domingo chegaria ar polar com força impressionante e rara e que poderia trazer mínimas extremas, máximas muito baixas, sensação térmica pelo Minuano baixíssima, geada, geada negra e talvez neve até em locais em que o fenômeno é bastante raro (nível do mar).

NOAA (National Oceanic and Atmosphere) descreve a onda de frio que vai chegar ao Cone Sul da América e Rio Grande do Sul como “extraordinário”.
Análise MetSul Meteorologia diz que a onda vai trazer temperatura polar para locais atípicos, como o norte distante como o norte da Bolívia e sul do Peru, bem como o Centro-Oeste do Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
Segundo a NOAA, o fluxo de umidade do mar vai trazer neve para áreas costeiras da Patagônia ao sul do Brasil, incluindo a província de Buenos Aires e também no Uruguai.
O relatório acrescenta que a neve pesada vai bater muito da Patagônia, atingindo Viedma e Bahía Blanca, com acumulados de 10-15 centímetros. Se nevar, diz NOAA, principalmente na província de Buenos Aires. Na área de â River Plate e do sudeste do Uruguai pode ser esperado pancadas de neve e neve misturada com chuva (água nieve).
NOAA diz que a neve se estenderá até a parte superior do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, com acumulações de até 10 centímetros em pontos mais altos. Por 10 anos MetSul boletins acompanham NOAA para a América do Sul, coordenado pelo meteorologista Michael Davidson, e nossa equipe nunca tinha visto tão frio incisiva para a nossa região, nem as ondas de frio mais intensas nos últimos anos e que em alguns lugares não será superada pela corrente.
 
Busca Driver

No comments:

Post a Comment